Cidades da Baixada Fluminense definem CALENDÁRIO para cobrança do IPTU

Procure efetuar o pagamento do IPTU Nova Iguaçu 2022 dentro do prazo para que você possa aproveitar os descontos que são concedidos. Saiba que a prefeitura já organiza o recebimento desse imposto no primeiro semestre do ano, por isso é interessante que a pessoa acompanhe.

Um imposto obrigatório e que todos os anos os proprietários de imóveis devem pagar. Se você tem algum imóvel na cidade de Nova Iguaçu procure se informar aqui sobre como obter esse documento, entre outras informações a respeito. Aqui no site você encontra muito mais informações e tira dúvidas sobre o IPTU 2022, clique aqui!

IPTU da cidade de Nova Iguaçu

A prefeitura da cidade de Nova Iguaçu permite que os contribuintes acessem a guia de pagamento pela internet, como meio de facilitar o processo de emissão desse documento. Para que não haja excesso de atendimento na prefeitura o serviço foi disponibilizado pela internet também.

Ao emitir pela internet você economiza tempo, depois basta efetuar o pagamento do valor. Lembrando que você tem a opção de parcelar ou pagar em cota única, para a segunda opção é oferecido um desconto. Veja qual das opções fale a pena você aproveitar.

Guia de Pagamento do IPTU Nova Iguaçu 2022

Como mencionado anteriormente a emissão da guia pode ser feito pela internet. Saiba que nenhum custo você terá para obter esse documento por esse meio, quanto a isso não precisa se preocupar.

Siga as instruções abaixo e veja como obter a guia:

  • Site da Prefeitura de Nova Iguaçu: www.novaiguacu.rj.gov.br
  • Você precisará informar o Registro do Imóvel e posteriormente clicar no botão Consultar;
  • Ao consultar o sistema vai te retornar com a opção de imprimir a guia única ou a parcelada;
  • Escolha a sua forma de pagamento e faça a emissão.

Formas de Pagamento do IPTU

Não é novidade para ninguém que o IPTU Nova Iguaçu pode ser parcelado, e isso tem sido aplicado a alguns anos já, principalmente por que sempre houve atraso em decorrência do pagamento poder ser feito apenas em parcela única.

O parcelamento permite que a pessoa não comprometa seu orçamento e por isso que a prefeitura disponibilizou essa opção. Vejam abaixo quais são as opções que você tem para efetuar o pagamento desse imposto obrigatório:

  • Pagamento parcelado em até 10 x sem juros;
  • Pagamento em cota única com desconto de 10%.

Para pagamentos parcelados o desconto de 10% não é aplicado.

Endereço e Telefone da Prefeitura de Nova Iguaçu

Qualquer dúvida que você tiver entre em contato com a prefeitura, abaixo deixamos o telefone e o endereço:

  • Endereço: Rua Dr. Ataíde Pimenta Moraes, 528 – Centro, Nova Iguaçu – RJ, 26210-190
  • Telefone:(21) 2668-6774
  • Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 09:00 às 17:00.

Vale a pena utilizar a internet 3G?

A maioria dos usuários de celulares faz uso da internet disponível em suas operadoras de telefonia, mas será que sabem como ela surgiu e quais são os seus benefícios? Vale a pena utilizar a internet 3G? Estas e outras perguntas podem ser respondidas através das informações que estamos trazendo.

Representando a terceira geração de padrões e tecnologia de telefonia móvel, o 3G substituiu o anterior 2G, sendo baseado na família de normas da União Internacional de Telecomunicações (UIT). A partir daí, as operadoras passaram a oferecer uma ampla variedade de avanços e serviços com esta nova tecnologia, dispondo de uma capacidade de rede maior e mais eficiente. Disponibilizou-se, também, serviços de telefonia por voz e transmissão de dados a longas distâncias, tudo em um ambiente móvel.

Além de fornecer taxas de 5 a 10 megabits por segundo, a 3G, ao contrário do padrão IEEE 802.11 utilizado em desktops, permite um longo alcance e é capaz de incorporar redes de acesso à internet em alta velocidade. A IEEE 802.11, popularmente chamadas de Wi-Fi ou WLAN, são de curto alcance e não se preocupam com o consumo de energia nos aparelho que fazem seu uso, o que torna sua utilização inviável para aparelhos móveis. Com isso, a internet 3G ganha cada vez mais um número expressivo de utilizadores.

Evolução

A transmissão da internet é realizada através de ondas de rádio, isto é, antenas das diferentes operadoras de telefonia são espalhadas pelas cidades, onde são responsáveis por emitir estas ondas e levar a internet até os aparelhos, por meio de voz e dados. Esta tecnologia teve origem nos Estados Unidos, por volta dos anos 80, onde era utilizado o sistema AMPS (Advanced Mobile Phone System), responsável pelo tráfego de dados, com velocidade semelhante à conexão discada. Estas características configuravam a geração 1G.

A evolução para a versão 2G foi implementada na década de 90, com a implementação do sinal digital e a utilização do sistema GSM (Global System for Mobile Communications), que ainda hoje é muito utilizado em várias partes do mundo devido ao seu principal recurso de ser voltado a conversação. Com vistas ao tráfico de dados, foram implementados os chamados 2,5G e 2,75G, padrões para tecnologia 3G e que previam uma velocidade média de tráfico de 400kbps.

Com esta bagagem e mais algumas melhorias e novidades tecnológicas, surgiu o 3G, usado por grande parte dos usuários de internet móvel. Esta versão faz uso da tecnologia WCDMA e oferece velocidade mínima de 200kbps, segundo padrão do IMT-2000, no entanto promete velocidades muito superiores. Posteriormente, o WCDA incluiu novas tecnologias, como a HSPA e sua sucessora HSPA+, os quais formaram a plataforma 3G+. No que refere-se as velocidades, a junção com o HSPA prevê até 14 Mbps, enquanto a outra, 21 Mbps.

Revolução 4G

Como se ainda não bastasse, o mundo da internet móvel deu mais um grande salto, alcançando agora a plataforma 4G, prometendo um expressivo aumento de velocidade e acessibilidade. Totalmente repaginado e formado pela tecnologia baseada em IP, esta nova versão acabou abandonando o padrão, antes adotado pelas redes 3G. Esta mudança, portanto, tornou seu uso possível em diversos aparelhos que também utilizam IP.

A quarta geração da internet móvel veio para revolucionar a velocidade no que tange a tráfico de dados e demais atividades executadas na rede. Seu campo de usabilidade tornou-se muito extenso, pois passou a facilitar conferências HD online, ser uma ótima reprodutora de games, enfim, trouxe a velocidade da banda larga fixa à mobilidade dos smartphones. Já, quando se refere a sua acessibilidade aqui no Brasil, esta plataforma ainda não está tão disseminada quanto a 3G, mas se espera que esteja até início da Copa do Mundo, onde se terá um intenso fluxo de pessoas no país.

 

4G em Breve será uma Realidade no Brasil

Em Hannover, na Alemanha, onde esteve em razão da realização da Feira Internacional de Tecnologia da Informação, Telecomunicações, Software e Serviços – CeBit 2012, a presidente Dilma Rousseff confirmou a intenção do governo de realizar o leilão para os serviços de telefonia móvel de quarta geração (4G) em maio, contrariando as empresas do setor, que querem mais tempo até a licitação.

A licitação já deverá ocorrer em Maio, para que em 2013 as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 já disponham da tecnologia funcionando da melhor maneira.

Dilma também citou a ativação de uma rede de fibra ótica para banda larga de 31 mil quilômetros, que, segundo ela, chegará às capitais dos 27 estados brasileiros. Ainda em 2012, iniciará a construção de cabos óticos submarinos para ligar o Brasil à América do Norte, à Europa e à África. Essas saídas internacionais serão somadas a um anel ótico sul-americano, cuja implementação foi decidida pelos países que integram a Unasul (União das Nações Sul-Americanas).

Ao lado da primeira-ministra Angela Merkel, anfitriã do evento, Dilma disse que o crescimento econômico e a ascensão social no Brasil nos últimos anos aumentaram a importância das tecnologias digitais no país.

Desde janeiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vem realizando audiências públicas para que a sociedade possa se manifestar a respeito da proposta de edital de licitação das faixas de radiofreqüência para prestação dos serviços de 4G no Brasil.

Serão licitadas as faixas de 451 MHz a 458 MHz e de 461 MHz a 468 MHz e de 2.500 MHz a 2.690 MHz.

As subfaixas de 451 MHz a 458 MHz e de 461 MHz a 468 MHz serão utilizadas para atendimento a áreas rurais e regiões remotas, em conformidade com o Plano Geral de Metas para Universalização da telefonia fixa, aprovado pelo Decreto 7.512/2011.

Os vencedores da licitação deverão cumprir compromissos que possibilitem a ampliação progressiva da penetração de serviços de telecomunicações de voz e de telecomunicações de dados nas áreas rurais e nas regiões remotas, a preços acessíveis. Também deverão ser atendidas, com banda larga, de forma gratuita, todas as escolas públicas rurais situadas na área de prestação do serviço.

As teles pediram alteração da proposta do edital para licitação, em consulta pública. O SindiTelebrasil argumenta que as faixas de 2,5 GHz e de 450 MHz possuem características e finalidades distintas. Segundo a associação, o regulamento tem outros dois pontos críticos: compromissos de abrangência inadequados às características da faixa de 2,5 GHz e a não destinação da faixa de 700 MHz para os serviços móveis.

A entidade sugere a desvinculação das faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz e solicitou a fixação de metas de cobertura do serviço de 4G apenas para a as cidades-sede e sub-sedes da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014. E alerta para a importância de que sejam estabelecidos mecanismos para cobertura e atendimento de áreas rurais e remotas, com recursos públicos, especialmente os de fundos setoriais de telecomunicações.